sábado, 25 de outubro de 2008

UM CÃO CHAMADO VELUDO

Eu tive um cão. Chamava-se Veludo. Magro, asqueroso, revoltante, imundo, para dizer tudo em uma palavra, foi o mais feio cão que houve no mundo. Recebi-o das mãos de um camarada. Na hora da partida, o cão gemendo, não me queria acompanhar por nada. Enfim - mau grado meu - o vim trazendo. O meu amigo cabisbaixo mudo, olhava-o...O sol nas ondas se abismava ...
"Adeus! " - me disse, e ao afagar Veludo nos olhos seus o pranto borbulhava.
"Trata-o bem. Verás como rasteiro te indicará os mais sutis perigos. Adeus! E que este amigo verdadeiro te console no mundo ermo de amigos! "

Veludo, a custo, habituou-se à vida que o destino de novo lhe escolhera; sua rugosa pálbebra sentida chorava o antigo dono que perdera. Nas longas noites de luar brilhante, febril, convulso, trêmulo, agitando a sua cauda, caminhava errante, à luz da lua - tristemente uivando. Toussenel, Figuier e a lista imensa dos modernos zoológicos doutores, dizem que o cão é um animal que pensa.Talvez tenham razão estes senhores. Lembro-me ainda. Trouxe-me o correio, cinco meses depois, do meu amigo, um envelope fartamente cheio. Era uma carta. Carta! Era um artigo, contendo a narração miuda e exatada travessia. Dava-me importantes notícias do Brasil e de La Plata, falava em rios, árvores gigantes, gabava o steamer que o levou; dizia que ia tentar inúmeras empresas. Contava-me também que a bordo havia mulheres joviais - todas francesas. Assombrara-se muito da ligeira moralidade que encontrou a bordo. Citava o caso d'uma passageira... Mil coisas mais de que não me recordo. Finalmente, por baixo disso tudo, em nota breve do melhor cursivo recomendava o pobre do Veludo, pedindo a Deus que o conservasse vivo. Enquanto eu lia, o cão, tranquilo e atento, me contemplava, e - creia que é verdade, vi, comovido, que nesse momento, seus olhos gotejavam de saudade. Depois, lambeu-me as mãos, humildemente, estendeu-se a meus pés silencioso movendo a cauda, - e adormeceu contente, farto d'um puro e satisfeito gozo.

Passou-se o tempo. Finalmente, um dia, Vi-me livre daquele companheiro. Para nada Veludo me servia...Dei-o à mulher d'um velho carvoeiro. E respirei! " Graças a Deus! Já posso ",dizia eu, " viver neste bom mundo, sem ter que dar, diariamente, um osso a um bicho vil, a um feio cão imundo". Gosto dos animais, porém prefiro a essa raça baixa e aduladora, um alazão inglês, de sela ou tiro, ou uma gata branca cismadora. Mal respirei, porém! Quando dormia e a negra noite amortalhava tudo senti que à minha porta alguém batia. Fui ver quem era. Abri. Era Veludo. Saltou-me às mãos, lambeu-me os pés ganindo, farejou toda a casa satisfeito e, de cansado, foi rolar dormindo como uma pedra, junto do meu leito. Praguejei furioso. Era execrável suportar esse hóspede importuno que me seguia como o miserável ladrão, ou como um pérfido gatuno. E resolvi-me enfim. Certo, é custoso dizê-lo em voz alta e confessá-lo. Para livrar-me desse cão leproso havia um meio só: matá-lo.

Zunia a asa fúnebre dos ventos; ao longe o mar, na solidão gemendo, arrebentava em uivos e lamentos...De isntante em instante ia o tufão crescendo. Chamei Veludo; ele seguia-me. Entanto, a fremente borrasca me arrancava dos frios ombros o revolto manto, e a chuva meus cabelos fustigava... Despertei um barqueiro. Contra o vento, contra as ondas coléricas vogamos. Dava-me força o torvo pensamento. Peguei num remo e com furor remamos. Veludo, à proa, olhava-me choroso como o cordeiro no final momento. Embora! Era fatal! Era forçosolivrar-me, enfim, desse animal nojento.

No largo mar ergui-o nos meus braçose arremessei-o às ondas, de repente...Ele gemeu os membros lassos, lutando contra a morte. Era pungente.Voltei à terra, cheguei em casa. O vento zunia sempre na amplidão profunda. E pareceu-me ouvir o atroz lamento de Veludo nas ondas moribundo. Mas ao despir, dos ombros meus, o manto, notei - oh grande dor! - haver perdido uma relíquia que eu prezava tanto! Era um cordão de prata: - eu tinha-o unido contra o meu coração, constantemente, e o conservava no maior recato, pois minha mãe me dera essa corrente, e, suspenso à corrente, o seu retrato. Certo caira além, no mar profundo, no eterno abismo que devora tudo. E foi o cão, foi esse cão imundo a causa do meu mal! Ah, se Veludo duas vidas tivera, duas vidas eu arrancara àquela besta morta e àquelas vís entranhas corrompidas. Nisto senti uivar à minha porta. Corri, abri...Era Veludo! Arfava. Estendeu-se a meus pés e docemente, deixou cair da boca que espumava a medalha suspensa da corrente. Fora crível, oh Deus?? Ajoelhado junto ao cão, estupefato, absorto, tomei-lhe o corpo como a pedir-lhe perdão...estava enregelado. Sacudi-o, chamei-o aos prantos! Veludo estava morto!

Autor: Luiz Guimarães

15 comentários:

Val Paladini disse...

Lindo, triste e comovente texto sobre o amor incondicional de um cão! Penso que Deus criou os cães para mostrar aos seres humanos em sua maioria, o que é o perdão, lealdade, companheirismo e sobretudo dotou à eles um sentimento de amor, que muitos de nós "seres humanos" estamos longe de saber o que seja "amar ainda que maltratados"! Veludo, você é como tantos outros, verdadeiros anjos de quatro patas! John Vask, meus parabéns por tamanha sensibilidade! Suas postagens sendo de sua autoria ou não, primam pela beleza e conteúdo de quem possui um grande coração!

Carinhosamente...
Val Paladini

Tânia Mara disse...

Repugnante este têxto.Como um ser que se diz "humano", tanto na ficção como na realidade possa ter sentimentos tão vil para com um animal?

Talita disse...

e a pior parte é que existem pessoas assim...capaz de maltratar um ser tão bondoso fiel e carinhoso como este, pessoas que não sabem o que amor e não sabem amar, pois quem tem um amigo desse sabe bem do que estou falando, amor igual não existe...te amo Truffa...vc me salva até hoje...minha amiga companheira para todos momentos!..e Pythia vc foi a melhor coisa da minha vida...até hoje choro de saudads!!!...te amo e sempre vou te amar, e um dia nos reencontraremos novamente...custe o q custar!!!...
Abraços a todos...parabens pelo Blog...e cuidem muito bem de seus animais!!

Thais & Pepi disse...

não acredito de maneira alguma que esta tal pessoa exista e caso venha existir realmente não é digna sequer de um cão asqueroso, repugnante, feioso tal qual ele cita, este anjo de quatro patas precisou entrar em sua vida para talvez, talvez voce possa vir atraves dele conhecer o que é o verdadeiro amor, e este verdadeiro amor creia vc. qualquer cão por mais mulambento que seja é sempre muito bem dotado.

Albertina disse...

lindo, lindo esse poema meu pai me ensinou, quando era moça novinha, adolescente e ainda me recordo dele todo. pela sua beleza e tristeza. bjus

severino disse...

Eu tive um amigo, chamava-se Edson da Hora e por inúmeras vezes o ouvi declamar esse poema e em todas as sas declamações um setimento de nostalgia e tristeza me afligia. Dificil imaginar-se um amor assim.

Racine Fontenele disse...

O Meu Pai é o maior contador de estórias que conheço. É rico em detalhes! No auge dos seus 86 anos, me contou sem errar nas vírgulas. A mensagem é linda!

emmanuel lima disse...

Lí esse texto, pela vez primeira, quando tinha 14 anos, numa sala de aula do curso primério. Não pude deixar de terminá-lo, chorando, o mesmo acontecendo com meus colegas, e minha professora. Isso foi há cerca de 60 anos! Hoje, ao relê-lo, não consegui evitar que algumas lágrimas me descessem pelo rosto. Realmente, quando mais conheço o homem, mais gosto do meu cachorro.

Anônimo disse...

Lindo d+++, senti saudades de minha avó que se reunia com os netos pra declamar este poema...

saldanha disse...

Assim como alguns que postaram mensagens, tomei conhecimento dessa poesia perto dos meus 7/8 anos... e a declamava inteirinha, para orgulho dio meu pai...durante algum tempo a procurei e me guardava na memória o autor como Alberico Bruno.. e certamente não a encontrava. Hoje, pesquisei pelo título e para surpresa e alegria, achei-o inteirinho...que beleza!!!!!!!!!!!

Far,far from home disse...

I'm 61 years old. I remember the 1st time when reading such beautiful and profound poem. I was in primary school. Fifty something years after it still touching my heart for its timeless message.

Anônimo disse...

We [url=http://www.casino-online.gd]baccarat[/url] obtain a ample library of utterly free casino games championing you to monkey tricks sensibly here in your browser. Whether you appetite to training a provisions recreation plan or honest sample elsewhere a insufficient late slots before playing seeking unfeigned money, we have you covered. These are the exact uniform games that you can play at real online casinos and you can play them all quest of free.

Anônimo disse...

We [url=http://www.singapore-casino.ws/]casino games[/url] be suffering with a rotund library of totally unconditional casino games as a replacement for you to challenge right here in your browser. Whether you pine for to unaccustomed a provisions recreation plan or scarcely try exposed a few modern slots in the presence of playing on the side of genuine filthy lucre, we be undergoing you covered. These are the claim same games that you can with at earnest online casinos and you can play them all in requital for free.

Anônimo disse...

Nonetheless, there are some essential factors that need considering before making
any selection. The Decorative LED Lighting can be utilized in house lamps to set a mood, to light up areas that need better
lighting, or just to make every day issues easier to
see. Where By By turf carp communities are perhaps
taken all the way through selling such as a biocontrol needed
for noxious pernicious weeds, they should be taken back within
the water in and additionally unscathed.

my weblog :: LED Deckenleuchten

Anônimo disse...

[b]I will maSS message your product to 200 mobile people on Craigslist for $5[/b]
[b]With (our) MASS message service,we can mass message mobile people all related to your product on Craigslist,Eb ay Classifieds,Kijiji,Back-page... More sites coming up......so order now.... What this gig offers: Features: -Mass Message Response and reply -Provide unlimited Keyword Based Customized Response -Bulk SMS Thanks NOTE:VIDEO WILL BE DELIVERED WITH WORK OUTGOING.[/b]
[b]CLICK BELOW TO order [/b]
http://goo.gl/IeWyk